Os mercados europeus continuam nervosos, de olhos postos na China. Depois desta terça-feira terem recuperado, após o banco central chinês ter anunciado medidas para atenuar a turbulência dos mercados, as praças financeiras voltaram hoje ao vermelho.

Exceção feita a Frankfurt, que sobe quase 5%, as perdas estendem-se à restante Europa: ^Paris cai 2,7%, Milão deprecia 2,1%, Madrid recua 1,5% e Londres desliza 1,3%.

Em Lisboa, o PSI-20 segue a tendência europeia: abriu em queda e segue a perder 2,18% nos 5.102,08 pontos, com apenas uma cotada no verde, a Semapa, que ganha 2,2%, para os 13,19 euros.

A Altri lidera as quedas, ao depreciar 4,2%, com os títulos a cotar a 3,17 euros. Segue-se a Pharol, que recua 3,3%, nos 0,23 euros.

No setor da banca, o BPI recua 3,1%, com as ações a valer 0,90 euros. O BCP cai 2,3%, mantendo o preço das ações em 0,06 euros.

Na energia, a Galp perde 1,9%, para os 8,77 euros. A EDP recua 1,8%, nos 3,01 euros.

Nos mercados asiáticos, a Bolsa de Xangai regressou às perdas e caiu 1,3%, já a Bolsa de Tóquio encerrou a subir 3,2%.