A Espírito Santo Saúde procedeu ao reembolso integral da totalidade da emissão de papel comercial que se encontrava colocada junto de clientes do BES, no montante de 20 milhões de euros, no dia 28 de julho.

Lucro da Espírito Santo Saúde aumenta 44% até junho

No relatório dos resultados semestrais da empresa, enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários, a empresa refere que desde essa data não é «emitente de valores mobiliários representativos de dívida colocados em clientes do BES».

ESS informa ainda que não é titular de quaisquer obrigações ou papel comercial emitido por entidades pertencentes ao Grupo Espírito Santo, nem detém quaisquer créditos sobre entidades que com ela se encontrem em relação de domínio ou de grupo.

Recorde-se que no dia 19 de agosto foi lançado o anúncio preliminar do lançamento de uma OPA voluntária de aquisição das ações da ESS pelo grupo mexicano Ángeles, que impõe várias condições para a concretização do negócio.

Uma das condições é a transmissão definitiva para o Novo Banco de todas as posições que a empresa e as suas subsidiárias detinham no BES, «nomeadamente depósitos em numerário, depósitos bancários imediatamente mobilizáveis e outras aplicações de tesouraria e equivalentes de caixa».