O regulador do mercado chinês multou três empresas no valor global de 453 milhões de yuan (62,2 milhões de euros) por condutas que alegadamente contribuíram para a volatilidade dos mercados bolsistas do país, noticia a Lusa.

A comissão chinesa de regulação dos mercados financeiros (CSRC) também confiscou um total de 151 milhões de yuan (21,3 milhões de euros) em “rendimentos ilegais” das empresas Hangzhou Hundsun Network Technologies Service Co, Mecrt Corp e Hithink RoyalFlush Information Network Co, informou em comunicado.

As três firmas desenvolveram sistemas que permitiam aos investidores transacionarem ações sem fornecerem as suas identidades reais. A operação gerava lucros para as empresas, que “com conhecimento de causa” forneciam o ‘software’ a clientes não qualificados, refere o comunicado da CSRC.

Elas “perturbaram gravemente a segurança do mercado”, refere a CSRC.