O BPI vai formalizar o interesse na compra do Novo Banco. O anúncio foi feito pela instituição bancária, em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários.

«O Conselho de Administração do Banco BPI, tendo presente a divulgação do anúncio e dos termos de referência do procedimento relativo à alienação do Novo Banco, S.A., que preveem como primeira fase do mesmo a “Fase de Manifestações de Interesse”, deliberou que o Banco BPI se apresente a essa primeira fase, entregando a correspondente Manifestação de Interesse», adianta a curta nota enviada ao regulador dos mercados.

Já em outubro o presidente executivo do banco, Fernando Ulrich, tinha admitido o interesse na aquisição do Novo Banco. «Penso que é um dever profissional de quem tem uma equipa executiva de um banco que está a operar no mesmo mercado e que tem uma dimensão que lhes permite encarar esta oportunidade [de compra do Novo Banco], como é o caso do BPI, estudar o que essa oportunidade pode representar», afirmou aos jornalistas, à saída da cerimónia de entrega dos prémios BPI Sénior, em Lisboa. 

O BPI é o primeiro a formalizar o interesse, mas há pelo menos mais dois candidatos na corrida, os chineses da Fosun e o Santander Totta já admitiram interesse na compra da instituição, resta agora saber se irão formalizar as propostas, sendo que o prazo termina daqui a 15 dias.

A concretizar-se a compra, o BPI passaria a ser o maior banco português, ultrapassando mesmo a Caixa Geral de Depósitos. A nova instituição teria 12 mil colaboradores e uma rede de quase 1.300 agências.

Já este mês o Novo Banco anunciou que o ativo consolidado do grupo é de 72.465 milhões de euros, com os capitais próprios a ascenderem a 5,6 mil milhões de euros e o rácio de solvabilidade a 9,2%. 

Recorde-se que o Novo Banco foi capitalizado com 4,9 mil milhões de euros, em resultado do resgate do Banco Espírito Santo. O Fundo de Resolução avançou com 3,9 milhões de euros, porque o fundo de capitalização já contava com cerca de 300 milhões e foi reforçado com mais 700 milhões de euros.