As bolsas europeias abriram em queda esta manhã, numa primeira reação aos resultados das eleições na Alemanha.

A chanceler alemã Angela Merkel foi reeleita para um terceiro mandato. O resultado alcançado na eleições deste fim-de-semana foi histórico, ainda que sem maioria absoluta. A grande novidade é que o anterior parceiro de coligação, os liberais, não conseguiram sequer votos para se manter no Parlamento. Em cima da mesa está agora uma possível coligação da CDU com o SPD, um cenário que, segundo os analistas, pode vir a significar uma postura menos severa da Alemanha nas questões europeias.

O PSI20 regista a maior queda entre os principais mercados europeus, a perder 0,58% para 6.009,39 pontos.

A banca é um dos setores em queda, com o BCP em destaque, a liderar a tabela das perdas: as ações do banco deslizam 2,04% para 9,6 cêntimos por ação. Já o BES cai 0,48% para 82 cêntimos e o BPI 0,42% para 95 cêntimos. Perdas que se registam apesar de os juros da divida pública seguirem esta manhã em queda.

No vermelho seguem também os pesos pesados da energia, a EDP a cair 0,48% para 2,70 euros e a Galp a ceder 0,36% para 12,50 euros.

Nas comunicações, a PT, que inaugura hoje o seu cenro de dados na Covilhã, desce também 0,15% para 3,41 euros.