As principais praças europeias voltaram a abrir em baixa esta terça-feira, seguindo a tendência de ontem, numa semana fraca em indicadores e com o principal índice português, o PSI20, a recuar 0,74% para 5.921,66.

O índice principal da bolsa de Londres, o FTSE 100, perdia 0,33%, o de Milão (FTSE MIB) recuava 0,2% e o de Paris (CAC 40) cedia 0,46%, no início da sessão.

A praça de Madrid (IBEX 35) descia 0,46% e a de Frankfurt (DAX) desvalorizava 0,97%.

De acordo com os analistas, os mercados europeus estão a reagir a rumores de que a Reserva Federal norte-americana (Fed) poderá estar a preparar uma redução do seu programa de compra de títulos já no próximo mês de setembro.

Em Lisboa, o destaque negativo vai para o setor financeiro. O BCP afunda 3,85% para 0,10 euros e o BES cai 3,39% para 0,854 euros, numa manhã em que o BPI também perde mais de 3%.

Entre os pesos pesados, a Portugal Telecom (PT) recua 2,41% para 2,709 euros - depois de ter apresentado resultados e um corte de dividendo - e a Galp cede 1,51% para 12,370 euros, em dia de queda para os preços do petróleo.

Nota negativa ainda para a elétrica EDP que desvaloriza 0,66% para 2,677 euros.

O euro iniciou o dia a cair ligeiramente face ao dólar, nos 1,3347 dólares, contra os 1,3350 dólares registados na tarde de segunda-feira.