O principal índice da bolsa portuguesa, o índice PSI20, seguia nesta primeira sessão da semana a desvalorizar 0,36% para 5.027,76 pontos.

A pressionar as negociações continuam os títulos da Portugal Telecom (PT) que hoje já renovaram novos mínimos.

A PT seguia a descer 5,18% para 1,15 euros. Na sexta-feira, a Morgan Stanley reiniciou a cobertura da empresa, atribuindo-lhe um preço-alvo de 0,79 euros, bem abaixo da atual cotação.

Ainda em forte queda estava também a Galp: 1,68% para 11,10 euros, num diz em que o preço dos combustíveis sofrem a maior queda desde janeiro de 2004.

Também o retalho seguia em queda, com a Jerónimo Martins a desvalorizar 1,48% para 8,25 euros.

Do lado dos ganhos, nota para o setor financeiro, à medida que se aproxima a data da divulgação dos testes de stress (26 outubro).

O BPI seguia a valorizar 1,2% para 1,42 euros, o BCP ganhava 1,25% para 0,08 euros e o Banif trepava 1,61% para 0,006 euros.

Pela restante Europa, as negociações fazem-se entre a queda de 0,74% de Frankfurt e a desvalorização mais ligeira de Milão: 0,29%.