Os títulos da banca e a Galp Energia são os principais responsáveis pela tendência negativa da Bolsa portuguesa, face a uma Europa ensombrada por dados desapontantes na China e pelo suspense do referendo na Escócia, esta quinta-feira, segundo a Reuters.

O Millennium bcp recua 2,8% para 0,108 euros, o Banif perde 2,3% para 0,0087 euros e o BPI desvaloriza uns mais leves 0,1% para 1,53 euros.

A colocar pressão adicional, as ações da Galp Energia caem

1,5% para 13,11 euros e as da Jerónimo Martins recuam 0,5% para 9,58 euros.

Em contraciclo, a EDP-Energias de Portugal avança 0,3% para 3,40 euros.

Assim, o índice bolsista nacional de referência, o PSI20 desce 1% para 5.840,22 pontos, com 15 dos seus 18 títulos abaixo da linha de água e tendo-se negociado 129,5 milhões de ações, ou 18,1 milhões de euros (ME), na NYSE

Euronext Lisbon.

Europa também segue em queda

Os principais mercados bolsistas europeus negoceiam com

descidas de até 1% em Lisboa, com dados macro desapontantes na China a criar receios sobre o ritmo do

crescimento da economia global.

Esta segunda-feira tudo indica que a abertura de Wall Street também será feita em terreno negativo, já que os futuros do Dow Jones e do Nasdaq cedem, respectivamente, 0,3% e 0,4%.