O fundador da Microsoft, Bill Gates, adquiriu 7,6 milhões de ações, correspondentes a 6% do capital, da Fomento de Construcciones y Contratas (FCC) por 113,5 milhões de euros, informou esta terça-feira a companhia ao regulador espanhol.

Segundo o comunicado enviado ao supervisor do mercado espanhol, «uma ou mais entidades ligadas» ao multimilionário norte-americano adquiriram as ações da construtora espanhola por 14,865 euros por ação, que estavam na carteira de títulos próprios da FCC.

Após esta operação, a FCC ficou na posse de pouco mais de 242 mil ações próprias, equivalentes a apenas 0,19% do capital social da empresa.

Bill Gates torna-se, assim, no segundo maior acionista da construtora, atrás da presidente do grupo, Esther Koplowitz, que controla 53,9% da empresa.

Os bancos Credit Suisse e The Royal Bank of Scotland também são acionistas de referência da FCC, com posições de 3,88% e 3,4%, respetivamente.

O magnata norte-americano entra no capital da FCC numa altura em que a empresa lança um plano estratégico para reduzir o seu endividamento bancário e para voltar a dar resultados positivos.