O Governo anunciou esta quinta-feira que o Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP) será reduzido em um cêntimo por litro no gasóleo e na gasolina.

A descida entra em vigor já esta sexta-feira.

Esta revisão acontece três meses depois de o Governo ter aumentado o ISP em seis cêntimos por litro de gasolina e de gasóleo.

Para chegar a esta redução do ISP, o Governo comparou os preços de referência médios da gasolina e gasóleo apurados pela Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis (ENMC) registados em janeiro e em abril, excluindo o aumento de seis cêntimos introduzido a 12 de fevereiro.

Assim, segundo esses números, divulgados pelo Ministério das Finanças, o preço de referência médio da gasolina subiu de 1,118 euros por litro, em janeiro, para 1,164 euros por litro em abril, o que representa um aumento de 4,6 cêntimos por litro.

O Governo tinha assumido que um aumento de 4,5 cêntimos no litro do combustível permitiria a redução de um cêntimo no ISP.

Se isso aconteceu com a gasolina, no gasóleo o aumento entre janeiro e abril ficou-se pelos 3,8 cêntimos (subiu de 0,861 para 0,899 euros por litro entre janeiro e abril), mas ainda assim o Executivo decidiu reduzir o ISP sobre o gasóleo em um cêntimo.

Combustíveis desceram no início da semana

O gasóleo e gasolina desceram de preço logo no arranque desta semana: um cêntimo no gasóleo e dois na gasolina, em média.

Daí que nos próximos dias os condutores possam esperar um alívio já mais considerável, com a revisão do IPS. Grão a grão enche a galinha o papo. 

No site da Direção Geral de Energia e Geologia, os consumidores podem ter acesso a que postos de abastecimento têm o gasóleo e a gasolina mais baratos.