A Comissão de Mercado e Valores Mobiliários decidiu suspender a negociação das ações do BES na tarde desta sexta-feira. Em comunicado, o regulador adianta que a suspensão vigora até divulgação de informação relevante.

Novo crash do BES volta a arrasar PSI-20

As ações do BES voltaram esta sexta-feira a bater mínimos históricos. Valem agora apenas 0,12 euros, numa altura em que o Banco Espírito Santo já cai 40%, à semelhança do que aconteceu durante quinta-feira.

Às 15:50 já tinham sido transacionadas quase 252 milhões de ações. A capitalização bolsista do banco é agora inferior a 600 milhões de euros,que já vale menos que o Banif.

A queda das ações acentuou-se esta tarde, depois da notícia de que o Goldman Sachs deixou de ter uma participação qualificada no capital do banco.

Esta sexta-feira o Grupo Espírito Santo continua a sofrer o impacto dos últimos desenvolvimentos. A Espírito Santo Financière (ESFIL) pediu gestão controlada no Luxemburgo. Também a Espírito Santo Financial Portugal admitiu a incapacidade de honrar compromissos e apresentou um pedido de insolvência.

O BES reportou esta semana prejuízos históricos de 3,6 mil milhões de euros no primeiro semestre do ano.

Já esta sexta-feira soube-se que mais de 200 clientes do BES já recorreram à Associação de Defesa de Clientes Bancários (ABESD) por se sentirem lesados e não conseguirem ser reembolsados das suas aplicações.