O principal índice da bolsa de Lisboa seguia esta terça-feira em alta, mantendo a tendência da abertura, com as ações do BCP a subirem 3,21% para 0,23 euros, depois de o banco ter anunciado uma melhoria dos resultados.

O BCP divulgou na segunda-feira, após o fecho do mercado, que o resultado líquido melhorou nos primeiros três meses do ano face ao período homólogo, com o prejuízo de 41 milhões de euros a ficar significativamente abaixo das perdas de 152 milhões de euros no primeiro trimestre de 2013.

O PSI20 seguia a subir 0,73% para 7.572,91 pontos, com 16 empresas positivas, duas inalteradas e duas negativas.

Depois do BCP, as ações da Zon Optimus eram as que apresentavam o melhor desempenho esta manhã, com uma valorização de 1,87% para 5,40 euros.

Na restante banca, o BPI e o BES alinhavam em terreno positivo, com ganhos de 1,17% e 0,60% para 1,82 e 1,34 euros, enquanto o Banif permanecia inalterado 0,01 euros.

Do lado das perdas, seguiam apenas o Espirito Santo Financial Group e a REN, com perdas de 2,74% e 0,51% para 3,10 e 2,74 euros.

Lisboa seguia a negociar numa Europa positiva, com as principais bolsas, exceto a da Londres, a abrirem em alta, com os investidores à espera das previsões da OCDE e de outros dados macroeconómicos.

Hoje, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) apresenta o relatório de perspetivas para 2014 e 2015.

Entretanto, os ministros da Economia e das Finanças da União Europeia (UE) tentam hoje avançar com a taxa sobre as transações financeiras que 11 países desejam adotar e o Eurostat publica os dados do comércio na UE em março.

A Grécia emite dívida pública a seis meses e, nos Estados Unidos, o departamento de Comércio divulga os dados da balança comercial de bens e serviços referentes a março.

Na quinta-feira, o Banco Central Europeu (BCE) reúne o conselho de governadores para analisar a política monetária e decidir se altera ou não as taxas de juro de referência na zona euro, atualmente em mínimos históricos.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,3880 dólares, depois de ter terminado a 1,3878 dólares na sessão anterior.

O barril de petróleo Brent, para entrega em junho, por sua vez, abriu hoje em baixa ligeira, a cotar-se a 107,61 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,03% do que no encerramento da sessão anterior.