O Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) é, a partir desta segunda-feira, o «mecanismo único e permanente» para responder a novos pedido de apoio financeiro feitos por países da zona euro, anunciou o fundo com sede no Luxemburgo.

A partir de hoje, o Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), o fundo de resgate temporário que financia parte dos programas de ajuda financeira concedidos a Grécia, a Portugal e à Irlanda, não voltará a envolver-se em novos programas de resgate.

«Hoje, um importante capítulo do FEEF termina e todas as potenciais novas tarefas serão assumidas pelo MEE, o único fundo de resgate» da zona euro, afirmou o diretor do mecanismo e o presidente executivo do fundo de resgate temporário, Klaus Regling, citado em comunicado.

O MEE salienta que o FEEF continuará, no entanto, ativo para o financiamento dos programas de assistência económica e financeira em curso de Portugal, da Irlanda e da Grécia.