O Bloco de Esquerda considerou esta segunda-feira «bem-vinda» a ideia do ministro Poiares Maduro de entregar o controlo da RTP a uma entidade independente e lembrou que o partido defende o mesmo há dez anos.

«Sublinhamos que há dez anos que o Bloco de Esquerda apresenta propostas no sentido de garantir que esta gestão seja feita segundo um modelo que garanta a independência. E, nesse sentido, se há agora esta predisposição de ter em conta propostas que têm para nós tantos anos, queremos sublinhar que elas são bem-vindas», afirmou hoje a deputada Cecília Honório, em declarações à agência Lusa.

O ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, defendeu no domingo que o controlo sobre a RTP deve ser entregue a uma entidade «genuinamente independente», afastando os riscos de governamentalização da empresa.

Questionado sobre o modelo que propõe para a televisão pública, disse apenas que «em breve» serão conhecidos os detalhes do que considerou como um «roteiro» para a RTP.

Para a deputada do BE, «o aspeto mais importante é perceber na prática que entidade independente vai ser esta» e «que garantias de independência serão apontadas pelo ministro».

Apesar de se congratular com a ideia do ministro, o Bloco olha «com preocupação» para as declarações de Poiares Maduro, «porque têm um contexto político de relação com o atual conselho de administração, que carecem de algum tempo para serem melhor entendidas».

«Uma das dúvidas que deixamos no ar é se porventura está a passar um cartão vermelho a Alberto da Ponte [presidente do conselho de administração da RTP]», afirmou Cecília Honório.

A deputada sublinhou que o BE tem «toda a disponibilidade» para este debate, que irá retomar na Assembleia da República, «com toda a abertura, para que exista uma proposta que corresponda de facto às garantias de serviço público da rádio e televisão portuguesas».