Os dados são do Banco de Portugal e dão conta de uma quebra de 1,5% dos pagamentos por multibanco em 2012, em relação ao ano anterior, e totalizando 87,2 mil milhões de euros. Foram processadas 1.676,8 milhões de transações, uma queda de 1,1% face ao ano anterior. O BdP justifica esta diminuição com a «evolução do consumo privado no país».

Os dados do multibanco refletem a utilização dos cartões no dia-a-dia dos consumidores, seja para levantamentos, compras e pagamentos de bens e serviços diversos.

Apesar da queda registada no multibanco, este subsistema continua a ser preponderante nas transações, ao representar 27% dos montantes transacionados em 2012 e 85% das operações processadas no SICOI (Sistema de Compensação Interbancária).