A conferência de imprensa foi interrompida por dois minutos e terminou, ao contrário do habitual, com alguns aplausos, que Draghi fez questão de agradecer.



A polícia de Frankfurt já revelou que a mulher foi detida, mas não adiantou pormenores sobre a sua identidade. Por sua vez, o Banco Central Europeu prometeu que vai «investigar» o que se passou.








A instituição monetária também deixou inalterada a taxa de juro, mantendo o mínimo histórico de 0,05%.