O presidente do Banco Central Europeu (BCE) afirmou esta quinta-feira que «a análise económica indica que podemos estar a viver um período prolongado de inflação baixa, que será seguido por um movimento gradual de aumento para uma inflação abaixo, mas perto dos 2%» afirmou hoje Mario Draghi, em conferência de imprensa, em Frankfurt.

Reiterando que o BCE considera que a zona euro não está a assistir a um movimento de deflação, Mario Draghi afirmou que a discussão de hoje foi sobretudo sobre quando agir e não sobre a necessidade de agir.

«A maioria dos membros considerou que há evidências suficientes (¿) para agir agora, outros consideraram que há informação a ser divulgada nos próximos meses. O debate foi sobre agir agora ou não e não sobre a necessidade de agir», disse o presidente do BCE.