O presidente da Comissão Executivo da Galp Energia, Manuel Ferreira de Oliveira, e o vice-presidente, Luís Palha da Silva, informaram esta sexta-feira o Conselho de Administração que não pretendem « integrar as listas para qualquer Órgão Social da Galp Energia na próxima assembleia geral da sociedade, que é eletiva, e que se realizará no próximo dia 16 de abril», revela um comunicado enviado à CMVM.

Ferreira de Oliveira foi eleito para liderar a Comissão Executiva da Galp Energia há cerca de nove anos. Já Luís Palha da Silva exerceu funções como administrador executivo no último mandato.

«O Conselho de Administração faz votos de continuação do sucesso profissional do Senhor Eng.º Manuel Ferreira De Oliveira e do Senhor Dr. Luís Palha da Silva em novas funções que, num outro contexto, venham a desempenhar», pode ler-se ainda no comunicado.

Nos últimos tempos tem sido evidente um clima de confronto entre a Galp e o Governo, a propósito da cobrança das chamadas rendas excessivas na eletricidade e no gás natural.
 
Ferreira de Oliveira tem dado a cara, dizendo que não quer pagar as taxas porque as considera injustas, ameaçando contestar o pagamento na justiça. No dia 10 de março, em declarações à  TVI, em Londres, Ferreira de Oliveira garantiu que vai recorrer aos meios legais disponíveis para combater a nova legislação.