Um tribunal britânico condenou, esta segunda-feira, a 14 anos de prisão um antigo corretor dos bancos UBS e Citigroup, Tom Hayes, acusado de manipulação da taxa interbancária Libor, que custou largos milhões aos bancos.

Hayes, de 35 anos, foi considerado culpado por um tribunal de Southwark, após dois meses de julgamento, durante os quais enfrentou oito acusações, com o procurador a acusá-lo de ter sido o mentor da manipulação, motivada pela "ganância".

Segundo a AFP, em sua defesa, Hayes explicou que a manipulação das taxas era frequente no setor financeiro.