O lucro da corticeira Amorim aumentou 15,5% nos nove primeiros meses deste ano, face ao mesmo período de 2013, atingindo 29 milhões de euros, graças a um aumento da produção e redução nos custos operacionais, anunciou hoje a empresa.

De acordo com a Lusa, em comunicado divulgado esta segunda-feira na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a corticeira informa que o aumento da produção, com destaque para as rolhas, no período entre janeiro e setembro foi de 6%.

«A Unidade de Negócios Rolhas registou um aumento das vendas no terceiro trimestre superior ao registado nos dois primeiros trimestres do ano», avança a empresa no mesmo comunicado, acrescentando que «ao atingir os 275,8 milhões de euros, as vendas da UN cresceram 15 milhões (+5,8%)».

Nos nove primeiros meses do ano, a corticeira apresentou um crescimento das vendas 2,5%, para 429,6 milhões de euros. Só no terceiro trimestre, o aumento foi de 2,3%, atingindo os 140,6 milhões de euros.

Ao mesmo tempo a Amorim conseguiu reduzir os seus custos operacionais em 3 milhões de euros, o que representa uma melhoria de 1,7%, tendo passado para os 163,7 milhões de euros.

Com isto, os resultados operacionais melhoraram 14,4% até setembro, atingindo os 49,4 milhões de euros.

Propondo distribuir reservas livres aos acionistas, no montante de 0,07 euros por ação, a corticeira avisa que, à semelhança do que aconteceu na primeira metade do ano, a atividade e os resultados da empresa foram afetados pela desvalorização das principais divisas de exportação com que trabalha, o que teve um impacto desfavorável de 5,9 milhões de euros nas vendas e de 4,7 milhões de euros nos resultados.