O lucro da Corticeira Amorim aumentou 13% no primeiro trimestre, para 5,98 milhões de euros, face ao mesmo período de 2013, impulsionado pelo «bom desempenho» do mercado dos EUA e pelo crescimento, «ainda que mais modesto», dos mercados europeus.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa de Mozelos (Santa Maria da Feira) reportou um crescimento de 3,8% nas vendas de janeiro a março, para 138,6 milhões de euros, e um crescimento de 2,3% do EBITDA (resultados antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) para 16,5 milhões de euros, «apesar do forte impacto cambial do período, desfavorável em cerca de dois milhões de euros».

«Para os resultados positivos da Corticeira Amorim no primeiro trimestre muito contribuíram o investimento contínuo em tecnologia, transversal a todas as unidades de negócios, assim como o esforço de eficiência operacional, que tem sido determinante para manter a competitividade», destacou o presidente do conselho de administração da empresa, António Rios de Amorim.