Associação dos Indignados e Enganados do Papel Comercial

já aceitaram a proposta

“propaganda do Novo Banco”