A Grécia colocou esta terça-feira 1.300 milhões de euros de dívida a seis meses a uma taxa de 4,15%, ligeiramente inferior à taxa do leilão anterior para a mesma maturidade, informou a Autoridade de Gestão da dívida grega (PDMA).

No leilão anterior de dívida a seis meses, realizado a 03 de setembro, a taxa de juro foi de 4,20%, que se verificou em vários leilões.

A procura para a emissão foi de 2.040 milhões de euros, 2,04 vezes superior aos 1.000 milhões da oferta inicial, tendo posteriormente a PDMA optado por aumentar a emissão para 1.300 milhões de euros.

No leilão de 03 de setembro, a procura tinha sido 1,89 vezes superior à oferta.

A Grécia não se financia nos mercados de dívida soberana a longo prazo há três anos e utiliza estas emissões de dívida de curto prazo para financiar os pagamentos urgentes.