O presidente do Mecanismo Europeu de Estabilização Financeira (MEEF), Klaus Regling, alertou esta quinta-feira para um colapso do sistema sistema grego, caso o país não assegure o terceiro resgate ao país.

“Se tudo falhar, então o sistema bancário grego entrará em colapso”.

“Se os quatro maiores bancos sistemicamente relevantes num país deixarem de funcionar isso terá graves consequências não só para a Grécia (…) mas também para toda a zona euro”.


O pacote de austeridade acordado entre Atenas e os credores e que serve de contrapartida ao terceiro resgate à Grécia já foi  aprovado pelo parlamento grego.

O acordo passou no parlamento grego com 229 votos a favor, 64 contra e seis abstenções. A maioria dos deputados a votar contra (40) e todos os que se abstiveram (seis) são deputados do partido do governo, o Syriza. 

Entre os deputados que votaram "não" estão o ex-ministro das Finanças , Yanis Varoufakis, a porta-voz parlamentar,  Zoe Constantopoulou, e o ministro da energia, Panagiotis Lafazanis. 

O BCE está reunido esta manhã em Frankfurt e poderá mesmo anunciar um aumento da linha de liquidez de emergência à banca grega, embora a Bloomberg esteja a avançar que isso não deverá acontecer.

Os bancos gregos estão fechados desde o dia 29 de junho.