Os juros da dívida continuam a subir e já não estavam tão altos desde agosto de 2014, mês em que foi anunciada a resolução do Banco Espírito Santo

Esta quinta-feira a yeld das OT a 10 anos fechou nos  3,537%.

As dúvidas dos investidores sobre o Orçamento do estado de 2016 e a posição que irá ser assumida pelas agências de rating também estão a fazer aumentar a pressão sobre a dívida nacional, o que já levou o ministro das Finanças, Mário Centeno, em entrevista à Reuters,  a assumir preocupação com as yields da dívida soberana e a assegurar que vai manter o esforço de ajustamento orçamental.