O presidente do Eurogrupo espera que o governo grego possa chegar a um acordo com os credores «nas próximas semanas», destacando os «avanços» nas negociações.
 

«Nas últimas semanas, vimos avanços nas negociações e isso dá-nos razões para estarmos otimistas. Se trabalharmos a sério, chegaremos a um acordo nas próximas semanas e o programa avançará».


Em entrevista à RTL, Jeroen Dijsselbloem sublinhou que a saída da Grécia da zona euro «não é uma opção», mas que Atenas tem de cumprir «certas condições» para prosseguir o financiamento.

A reunião informal do Eurogrupo de sexta-feira em Riga vai abordar a questão grega, mas não se espera uma decisão. Portugal estará representado pela ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque.