Termina esta quarta-feira o prazo legal para a administração fiscal reembolsar os contribuintes que pagaram imposto a mais no ano passado.

O dia 31 de agosto é também a data legal limite para os contribuintes que tenham de pagar IRS às finanças.

No final de julho, o governo garantiu que já tinha processado 96 por cento das declarações e anunciou que a maioria dos contribuintes deveria receber o reembolso do imposto sobre o rendimento das pessoas singulares, no máximo, até meio da primeira semana de agosto.

Já as últimas contas relativas aos reembolsos do imposto sobre o rendimento das pessoas singulares revelam que o governo gastou mais 53 milhões de euros que os 200 milhões inicialmente previstos.