O ministro da Economia diz que é desejável um aumento do salário mínimo já no próximo ano. Em entrevista ao Diário económico e à Antena 1, Pires de Lima afirma ainda que uma das prioridades do Governo, caso vença as eleições, é reformar os escalões do IRS e alivar a carga fiscal sobre os trabalhadores.

Em tempo de balanço, perto do fim do mandato, Pires de Lima parece já ter os olhos postos no futuro. O ministro da Economia diz ser prioritário continuar a reduzir as taxas de IRC, tal como a carga fiscal sobre os trabalhadores.

O ministro aponta também as decisões do Tribunal Constitucional ao longo da legislatura como entrave a uma progressiva redução dos impostos. Ao mesmo tempo, defende que o salário mínimo deve ser revisto já em 2016.

A poucos dias da apresentação do programa da coligação PSD/CDS-PP, Pires de Lima aponta falhas ao Partido Socialista. O ministro da Economia fala num programa fantasioso com vários tiros no pé.