Os trabalhadores do sector privado podem optar, já a partir desta quinta-feira, se querem receber os subsídios de férias e de Natal na íntegra ou em duodécimos. A extensão desta medida está prevista no Orçamento do Estado para 2014, que já entrou em vigor.

Os trabalhadores têm agora cinco dias, a partir desta quinta-feira e até 6 de janeiro, para avisar as respetivas empresas caso queiram rejeitar o pagamento em duodécimos. Independentemente do regime escolhido em 2013, quem quiser receber agora os subsídios por inteiro nas datas habituais terá de manifestar essa vontade à entidade patronal.