O secretário-geral do Partido Socialista (PS) deixou esta sexta-feira no Parlamento, durante o debate quinzenal com o Governo, que «o PS tudo fará para evitar um segundo programa de ajuda externa».

A eventualidade de um segundo resgate ao país foi um dos temas centrais no debate entre António José Seguro e o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

Passos Coelho lembrou esta manhã que sempre disse «que não seria necessário e seria dispensável um segundo programa para Portugal» e avisou que «o risco de ter um segundo programa é demasiado grave para o País enfrentar». Por isso, deixou claro que tudo fará para o evitar.

O líder socialista registou que o líder do Executivo deixou a promessa de que não haverá segundo resgate, «tenha ele a designação que tiver».

Passos atirou depois a bola para o campo socialista, devolvendo a pergunta ao líder socialista, e exigindo de Seguro o mesmo compromisso, de tudo fazer para evitar o segundo resgate.

«O Partido Socialista tudo fará para evitar um segundo programa de ajuda externa», respondeu Seguro.