A empresa de distribuição norte-americana Wal-Mart é a maior do mundo em volume de negócios, à frente de petrolíferas como a Shell ou a ExxonMobil, segundo uma lista publicada pela revista Fortune.

Segundo a Fortune, o volume de negócios das 500 empresas mais importantes do mundo atingiu mais de 31 biliões de dólares em 2013, um aumento de 2,5% em relação a 2012.

No mesmo período, os seus lucros chegaram a 2 biliões de dólares, um aumento de 27% em comparação com 2012.

A Wal-Mart surge à frente de um grupo de empresas ligado ao setor energético: a holandesa Royal Dutch Shell (segundo lugar), as chinesas Sinopec (terceiro), China National Petroleum (quarto), a norte-americana ExxonMobil (quinto), a britânica BP (sexto) e a chinesa State Grid, acionista da portuguesa REN - Redes Energéticas Nacionais (sétimo).

A completar a lista das 10 maiores empresas surgem o construtor automóvel alemão Volkswagen, o japonês Toyota e o grupo suíço Glencore.

A Wal-Mart teve uma faturação de 474,3 mil milhões de dólares em 2013 e 16 mil milhões de dólares de lucros.

A lista é constituída sobretudo por bancos, empresas petrolíferas e grupos do setor automóvel.

O primeiro banco da lista é o chinês ICBC e surge na 25.ª posição com receitas superiores a 148 mil milhões de dólares e 42 mil milhões de dólares de lucros.

Só 17 mulheres estão à frente de empresas desta lista, 11 norte-americanas, duas indianas, uma sul-africana, uma chinesa, uma indonésia e uma brasileira.