O número de cheques devolvidos por falta de cobertura atingiu os 56 mil nos primeiros quatro meses do ano, num montante total de 154,5 milhões de euros, segundo o Banco de Portugal.

De acordo com o Boletim Estatístico hoje divulgado, em termos homólogos, registou-me uma redução tanto do número de cheques devolvidos como do montante global.

Até abril de 2013, foram devolvidos 89,7 mil cheques por insuficiência de provisão, totalizando os 285,6 milhões de euros.

Os números de 2013 indicam que, nesse ano, foram devolvidos 222 mil cheques por falta de fundos, num valor total de cerca de 675 milhões de euros.

Estes números têm vindo a cair nos últimos anos: em 2012 foram devolvidos quase 371 mil cheques por falta de cobertura (1.083 milhões de euros) e, em 2011, foram devolvidos 473 mil cheques pela mesma razão (1.665 milhões de euros).