O índice de produção na construção atenuou a queda em maio, ao registar um decréscimo homólogo de 11,1%, enquanto os índices de emprego e de remunerações recuaram 6,2% e 5,1%, respetivamente, divulgou o INE esta quinta-feira.

Em abril, o índice de produção na construção tinha recuado, em termos homólogos, 11,5%, enquanto os índices de emprego e de remunerações tinha diminuído 7,4% e 4,5%, respetivamente.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), o comportamento do índice agregado foi determinado sobretudo pela evolução do segmento da construção de edifícios, que passou de uma variação homóloga de -10,3% em abril para -9,2% em maio, «mais que compensando» a intensificação da variação negativa do segmento da engenharia civil (diminuição homóloga de 13,9% em maio e 13,1% no mês anterior), como cita a Lusa.