Rehn e PM francês favoráveis ao cautelar para Portugal