O ministro irlandês das Finanças investiu em títulos de dívida portuguesa, no ano passado, segundo a declaração de investimentos citada pela edição dominical do jornal irlandês «Independent».

Segundo esta publicação, Michael Noonan comprou Obrigações do Tesouro 4,35%, emitidas em janeiro de 2013, e que vencem a 16 de outubro de 2017, mas não é referido o montante aplicado.

«Este é um grande voto de confiança nas perspetivas de Portugal recuperar da sua crise económica e um investimento que está a gerar um retorno sólido», comenta o editor de Economia do jornal e autor do artigo, Nick Webb.

Os juros da dívida portuguesa caíram na semana passada, para mínimos históricos em todos os prazos, alinhados com os da Irlanda, Itália e Espanha, depois de o Banco Central Europeu ter arrancado com um programa de estímulos à economia da zona euro.

Na quinta-feira de manhã, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a cair para 1,571%, mínimo de sempre, contra 1,617% , na quarta-feira.

Segundo o Independent irlandês, no ano passado Michael Noonan movimentou também dinheiro investido num fundo com uma carteira de ações europeias, para outro que investe em ouro.

«O panorama sombrio da economia europeia no ano passado parece ter inspirado a decisão do ministro», refere o jornalista.

A declaração é obrigatória para todos os membros do parlamento irlandês, com investimentos financeiros acima de 13.000 euros.