Também esta quinta-feira, Angela Merkel, em entrevista à CNN, considerou que a Grécia tem de regressar a um caminho de duras reformas na economia para assegurar o seu futuro na zona euro.

As declarações acontecem no rescaldo de uma reunião entre o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e o presidente da comissão Europeia, Jean Claude Juncker, que terminou uma vez mais sem acordo, a responsável considerou que a solução passa por “grandes esforços” dos dois lados (Atenas e credores internacionais). 

As propostas gregas e dos credores podem ser vistas aqui.