O governo alemão está a fazer “consultas concretas” para determinar o que fazer se a Grécia entrar em incumprimento.

A informação é avançada pelo diário alemão Bild, que sublinha que entre os cenários está a introdução do controlo de capitais e um corte no valor da dívida.

No entanto, segundo o jornal, ainda não há um plano concreto.

Entretanto um porta-voz do governo alemão já veio negar que a posição do país tenha mudado e que continuam a trabalhar para manter a Grécia na zona euro, segundo a Reuters.

A informação surge um dia depois do Fundo Monetário Internacional ter anunciado o abandono das negociações com Atenas em Bruxelas.

O FMI já esclareceu entretanto que só volta às negociações em Bruxelas se o governo grego estiver pronto para "negociações sérias".

A União Europeia também acusou o primeiro-ministro grego de estar a jogar com o futuro da Grécia.

Esta noite, no final de um encontro, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, François Hollande, concordaram em prosseguir “com elevada intensidade” as negociações entre Atenas e os credores.