O volume de negócios na indústria aumentou 4% em junho, recuperando da queda de 5,8% do mês anterior, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta quarta-feira.

O INE ressalva que junho passado registou mais um dia útil do que o mesmo mês do ano anterior e destaca o agrupamento de Energia como o que mais influenciou a evolução do índice agregado, ao passar de uma queda de 12,6% em maio para 8,8% em junho.

Os índices dos agrupamentos de Bens de Consumo e de Bens de Investimento aumentaram 3,8% e 8,3%, recuperando face às diminuições de 2,2% e de 3,6% em maio, pela mesma ordem.

Os índices relativos ao mercado externo e ao mercado nacional passaram de variações negativas de 7,2% e de 4,7% em maio, respetivamente, para aumentos de 4,7% e de 3,4% em junho.

Os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas registaram aumentos de 0,3%, de 3,4% e de 0,6%, contra variações de 0,4%, 1,1% e de - 2,9% no mês anterior, respetivamente.

No segundo trimestre deste ano, as vendas na indústria diminuíram 1,5% em termos homólogos, mais do que a queda de 0,8% no trimestre anterior.