O índice de produção na construção caiu 15,2% em agosto deste ano, em termos homólogos, representando uma «redução ligeiramente menos expressiva» do que a do mês anterior, que foi de -16,2%, revelam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

«Embora a atividade neste setor continue a registar reduções intensas, verificaram-se neste período variações homólogas menos negativas que no mês anterior, tendência que se verifica desde abril», refere o comunicado do instituto.

O índice do segmento da construção de edifícios apresentou, em agosto, uma variação homóloga de -14,6% (-16,6% no mês anterior), tendo contribuído com -6,9 pontos percentuais para a variação do índice agregado.

Já o índice relativo ao segmento de Engenharia Civil teve uma variação de -15,7% (-15,9% no mês anterior), contribuindo com -8,3 pontos percentuais para o resultado global.

A taxa de variação homóloga do índice do emprego no setor da Construção manteve-se inalterada face ao valor do mês anterior (-15,1%) e quando comparado com julho, o índice de emprego registou uma taxa de variação igual à observada em agosto de 2012 (-1,2%).

O índice das remunerações apresentou uma variação homóloga de -14,8% (-16,5% em julho) e comparativamente com o mês anterior, as remunerações decresceram 13,9% (-15,7% em agosto de 2012).