Os estabelecimentos hoteleiros registaram 17,4 milhões de hóspedes e 48,9 milhões de dormidas no ano de 2015, segundo dados preliminares publicados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística.

Em relação ao ano anterior, registou-se mais 8,6% de hóspedes, o que significou mais 6,7% de dormidas. Uma evolução que, segundo o INE, é positiva, mas aquém de 2014 (+11,7% e +10,4%).

Em 2015 o mercado interno gerou 14,5 milhões de dormidas (+5,3%), desacelerando expressivamente face ao ano anterior (+12,8%). As dormidas de não residentes em 2015 (34,4 milhões) aumentaram 7,3% (+9,3% em 2014 e +7,7% em 2013) e representaram 70,3% do total (+0,3 pontos percentuais)

Os doze principais mercados emissores representaram 82% das dormidas de não residentes. Destaque para o mercado britânico, que registou um aumento de 8,7% nas dormidas no total do ano. De Espanha veio um acréscimo de 3,2%, em desaceleração face a +14,6% em 2014.

O INE sublinha ainda a evolução notoriamente positiva dos Estados Unidos (+32,5%) e da Irlanda (+29,2%).