O indicador de confiança dos consumidores prolongou o acentuado movimento ascendente iniciado em janeiro de 2013, registando o valor máximo desde abril de 2010. Dados do Instituto Nacional de Estatística, divulgados esta quinta-feira, mostram que o indicador de clima económico recuperou em janeiro, mantendo o perfil positivo observado desde o início de 2013.

Desde julho observaram-se aumentos dos indicadores de confiança em todos os setores, Indústria Transformadora, Construção e Obras Públicas, Comércio e Serviços.

O aumento do indicador de confiança dos consumidores deveu-se ao contributo positivo de todas as componentes, destacando-se as expectativas sobre as evoluções do desemprego e da situação económica do país.

O saldo das expetativas relativas à evolução do desemprego apresentou uma forte diminuição no mês de referência, mantendo o acentuado perfil descendente iniciado em janeiro de 2013 e apresentando o valor mais baixo desde maio de 2002