A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) continua a antecipar uma recuperação da atividade económica em Portugal nos próximos meses. No resto da Europa, a tendência é igualmente de retoma, incluindo outros países considerados periféricos, como Espanha, Irlanda e Grécia.

De acordo com os indicadores compósitos avançados de agosto, que pretendem ler uma tendência de melhoria ou abrandamento da atividade económica com uma antecedência de seis a nove meses, há uma subida nas perspetivas de melhoria da atividade económica em Portugal há mais de um ano, de forma consecutiva.

Os indicadores compósitos relativos a Portugal chegaram já aos 101.37, superior à média de longo prazo de 100 pontos.

Os números da OCDE dão ainda conta também há mais de 12 meses de melhorias nas perspetivas relativas à economia da Espanha, Grécia e Irlanda.

Positivas são também as perspetivas de crescimento para a Alemanha, Reino Unido, França e Itália.