O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, anunciou hoje que as linhas de crédito para apoiar o turismo na Madeira na sequência dos incêndios vão ultrapassar os dez milhões de euros, entrando em funcionamento já na próxima semana.

Manuel Caldeira Cabral falava aos jornalistas durante uma visita que realizou durante a manhã de hoje ao Funchal, Madeira, para ver no terreno os impactos dos incêndios que assolaram a região nos últimos dias, tendo adiantado os valores relativos às linhas de crédito do Turismo de Portugal, que assegura ser "um regime muito simplificado".

"Está ainda a ser feito o apuramento, mas estamos a falar de mais de uma dezena de milhões de euros, um montante elevado, mas entre os vários instrumentos temos que ver qual é o montante necessário, mas para isso também é preciso esse apuramento das perdas", explicou.

Segundo o ministro da Economia, o Governo da República quer "pôr as linhas de crédito a funcionar não nesta semana ainda, mas na próxima semana", estando assim "disponível o financiamento às empresas", o que é "muito importante para a rapidez de resposta".

"Poderá haver outros apoios mais complexos e apoios mais fortes que serão mais complicados e que demoram mais tempo até porque, envolvendo fundos comunitários e outro tipo de fundos, têm necessidades de report diferentes", antecipou.