A demissão de Vítor Gaspar é notícia na imprensa internacional. O ministro das Finanças português é visto como rosto da troika, que agora bateu com a porta, perante a falta de apoio popular, a dificuldade de coesão do Governo, e a agonia da economia portuguesa.

Nos principais sites noticiosos espanhóis, Vítor Gaspar aparece de mão na cabeça. O jornal «El Mundo», por exemplo, ressalva que aquele que era considerado o mais poderoso membro do Executivo de Passos Coelho (e também o mais impopular), sai numa altura em que preparava novas medidas de ajuste rejeitadas pelos partidos da oposição.

Também o jornal «El País» destaca a demissão daquele que descrevem como o rosto da troika e principal defensor das políticas de austeridade. Uma saída que, escreve que o jornal espanhol, Vítor Gaspar já tinha proposto por duas vezes.

Do mesmo modo, em França, o «Le Monde» e o «Le Fígaro» destacam a renúncia do ministro das Finanças português, o principal responsável pela estratégia económica para cumprimento da assistência financeira.

A saída de Vítor Gaspar é também notícia no site da BBC. O ministro, escreve o site inglês, elogiado por credores internacionais por manter rédea curta do cumprimento das medidas imposta pela troika, apesar de o país continuar mergulhado numa recessão com uma elevada taxa de desemprego.