A substituição do quociente conjugal por um familiar e a criação de deduções de valor fixo podem aumentar a fatura de IRS dos contribuintes sem filhos ou que já não cabem no conceito de dependente fiscal, escreve o Diário de Notícias.

De acordo com dados da Autoridade Tributária, há cerca de 3,7 milhões de agregados que não declaram qualquer dependente no seu IRS.

O anteprojeto da reforma do IRS prevê que a determinação do rendimento coletável passe a ter em conta o número de dependentes do agregado, atribuindo a cada um 0,3%. Se esta solução for acolhida, os contribuintes com filhos vão pagar menos impostos, mas os que não têm dependentes vão pagar mais, uma subida média de 46 euros, de acordo com os cálculos do anteprojeto.

Os dados mostram que a 70% dos 5,08 milhões de agregados que entregaram a declaração de IRS em 2012 não têm dependentes. Os cerca de 809 mil contribuintes com um dependente devem sentir um desagravamento fiscal de cerca de 65 euros e de 206 euros quando existam 2 filhos.