Os estabelecimentos hoteleiros registaram 6,1 milhões de dormidas em julho, um aumento de 7% em relação ao mês anterior e uma subida de 6,7% relativamente ao mês homólogo.

Segundo dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística, as dormidas de residentes aumentaram 7,1%, mais que no mês anterior (+4,7%) e as dos não residentes aumentaram 6,5% (+7,9% em junho).

Os proveitos totais fixaram-se em 315,6 milhões de euros e os de aposento em 237,2 milhões de euros, correspondendo a acréscimos de 12,9% e 15,3% respetivamente, acima da evolução registada nas dormidas no mesmo mês (+6,7%). Os resultados de julho foram ligeiramente superiores aos dos sete primeiros meses do ano (+12,3% e +14,4%).

Já a estadia média (3,22 noites) diminuiu 2%, enquanto, pelo contrário, a taxa de ocupação (62,3%) aumentou 2,6 pontos percentuais