O preço de venda de casas em Portugal aumentou pela primeira vez desde agosto de 2010 no passado mês de maio, segundo um índice que tem por base informações de mais de 1.400 empresas de mediação imobiliária.

Segundo o índice Confidencial Imobiliário divulgado hoje e citado pela Lusa, o preço da habitação aumentou 0,4% numa comparação entre maio e abril, «uma tendência que já não era visível desde agosto de 2010».

A subida registou-se quer entre em casas novas, com um aumento de 0,3%, quer em usadas, com uma valorização de 0,4%.

Comparando maio de 2012 e 2013, o índice continuou a registar quedas, mas menos acentuadas do que as verificadas nos restantes meses deste ano.

Nos fogos novos, a taxa de variação homóloga em maio situou-se em -3,1%, quando nos quatro meses anteriores as oscilações tinham oscilado entre -4,1% e -4,6%.

No segmento da habitação usada houve uma quebra de 3,2% em maio, ou seja 0,6 pontos percentuais mais acentuada do que a registada em janeiro.

Na Área Metropolitana do Porto, os preços das casas começaram a subir em abril de 2013, uma tendência repetida em maio.

A taxa de variação homóloga manteve-se em terreno negativo, registando uma variação de -3,8% face a maio de 2012.

As casas novas tiveram a variação homóloga mais positiva (-1,2%) contra a taxa de -3,8% registada no segmento de habitação usada.

O índice Confidencial agrega a carteira de mais de 1.400 empresas de mediação imobiliária, numa oferta total acumulada de cerca de 500 mil imóveis.