Para qualquer resultado do referendo da Grécia no próximo domingo há cenários possíveis: há caminhos que podem ir dar à saída da Grécia da zona euro, mas também há outros que podem conduzir o país a um novo resgate.

Se um voto “Não” vencer no referendo, o Grexit torna-se o cenário mais provável, mas não de forma definitiva, uma vez que negociações alternativas poderiam ainda ser postas em cima da mesa.

Segundo os cenários traçados pelo economista Maxime Sbaihi à Bloomberg, “é difícil prever como é que poderia ser encontrado um acordo num contexto em que o ‘Não’ venha a vencer”, uma vez que as autoridades gregas ficariam com uma “posição menos conciliadora”.

Caso se trate de uma vitória do “Sim”, as hipóteses da Grécia deixar o euro diminuem, mas não desaparecem totalmente. No cenário traçado pelo economista, Alexis Tsipras poderá demitir-se e novas eleições seriam convocadas antes de serem retomadas quaisquer negociações.

O ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, disse esta quinta-feira à rádio australiana ABC e à Bloomberg, que o seu governo poderá demitir-se no caso da vitória do “sim” no referendo do próximo domingo. O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, já avisou que se vencer o 'Não', a Grécia ficará "entregue a si mesma".

Veja a infografia