O Banco Central Europeu aprovou um aumento da linha de emergência financeira à banca grega, depois desta quinta-feira o Eurogrupo ter terminado sem acordo entre a Grécia e os credores internacionais.

Segundo o Financial Times, o valor em questão está abaixo daquele que o governo de Atenas tinha pedido, de 3 mil milhões de euros. E só vale para esta sexta-feira e a próxima segunda-feira.

O Banco da Grécia tinha pedido que o aumento do ELA durasse até quarta-feira da próxima semana, o dia em que o conselho de governadores do BCE volta a reunir-se.

Mas entretanto, segundo a Reuters, o conselho de governadores vai voltar a discutir a questão na segunda-feira.

Recorde-se que os bancos gregos viram "voar" 2 mil milhões de euros em depósitos nos últimos três dias. Já havia rumores de que os bancos gregos poderiam ter de fechar portas já na segunda-feira.

Na última quarta-feira o conselho de governadores já tinha aumentado o ELA em 1,1 mil milhões de euros, prefigurando um total de 84,1 mil milhões de euros.

Estima.se que a banca grega tenha 95 mil milhões em colaterais, que podem usar em vez dos empréstimos.