A equipa fiscal que integra a Unidade dos Grandes Contribuintes vai aumentar de 100 para 150 pessoas, para alargar o número de grandes empresas com acompanhamento individualizado, escreve o Jornal de Notícias.

Até agora a equipa acompanhou cerca de 860 empresas, sendo o objetivo é agora chegar às mil, segundo o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio.

O governante tinha já sinalizado o reforço da equipa quando divulgou os resultados da cobrança coerciva de impostos para 2013, cujo valor ultrapassou em 73% o objetivo anual que tinha sido fixado pela Autoridade Tributária a Aduaneira.

A UGC foi criada em 2012, tendo entrado no terreno ao longo de 2013. Na mira dos gestores estão empresas que faturem mais de 200 milhões de euros por ano ou paguem mais de 20 milhões de euros anuais de impostos.